Dia Nacional do Livro Infantil

Monteiro Lobato e alguns de seus personagens

Neste dia 18 de abril de 2012, comemora-se o Dia Nacional do Livro Infantil. A data foi escolhida para homenagear o nascimento de um dos maiores autores da literatura infantil brasileira, Monteiro Lobato.

Nascido em Taubaté, interior de São Paulo, em 18 de abril de 1882, Monteiro Lobato iniciou sua carreira escrevendo contos para jornais estudantis. Porém, como viveu um período de sua vida em fazendas, seus maiores sucessos fizeram referências à vida num sítio.

Dentre as criações de Monteiro Lobato estão o “Jeca Tatu”, um caipira muito preguiçoso; e “A Menina do Nariz Arrebitado”, que fez grande sucesso. Mas a sua obra mais famosa foi “O Sítio do Pica-Pau Amarelo”.

"O Sítio do Pica-Pau Amarelo", de Monteiro Lobato.

Os principais personagens eram Dona Benta, a avó; Emília, a boneca falante; Tia Nastácia,  a cozinheira; Pedrinho e Narizinho, netos de Dona Benta; Visconde de Sabugosa, o boneco feito de sabugo de milho; Tio Barnabé, o caseiro do sítio que contava vários “causos” às crianças; e Rabicó, o porquinho cor-de-rosa.

Mas também havia personagens do folclore brasileiro, como o “Saci Pererê”, negrinho de uma perna só; e a “Cuca”, uma jacaré fêmea muito malvada.

O "Saci-Pererê" e a "Cuca", personagens de Monteiro Lobato.

Além de Monteiro Lobato, outros escritores gravaram os seus nomes na história da literatura infanto-juvenil brasileira: Ziraldo, criador de “O Menino Maluquinho”; Maurício de Souza, cartunista de “A Turma da Mônica”; além de autores como Cecília Meireles, Ruth Rocha, Ana Maria Machado e tantos outros.

O "Menino Maluquinho", de Ziraldo; e "A Turma da Mônica", de Maurício de Souza.

A Lua Tristonha (2011), do escritor pernambucano Rômulo Bourbon, é um livro infantil que conta a história de uma garota, Luana, que era apaixonada pela Lua. Mas ambas não mais se viam, pois a Lua só aparecia no céu à noite, quando as crianças já estavam dormindo. A Lua de tudo fazia para ser admirada, mas só havia uma forma de Luana e a Lua se encontrarem.

"A Lua Tristonha", do escritor Rômulo Bourbon.

O hábito da leitura desenvolve, estimula e faz das crianças pessoas melhores e mais preparadas para o mundo. O livro infantil é pura magia e emoção; com ele, o pequeno leitor dá asas à sua imaginação para vivenciar as mais incríveis e belas histórias.

Anúncios
Esse post foi publicado em - outros, Literatura e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s