EUA querem posse de locais de pouso na Lua

china-us-flag

Imagem usada em apresentação do astronauta Andrew Thomas, da Nasa, em 2011.

Não satisfeitos em dominar o Planeta, os Estados Unidos, maior potência mundial, querem agora dominar a Lua. Com o avanço da China e de outros países na corrida espacial, os ianques querem criar uma lei que transforme todos os locais de pousos tripulados na Lua em Parques Nacionais dos Estados Unidos.

Antes mesmo da sonda chinesa não-tripulada Chang’e-3 decolar com destino à Lua, carregando o jipe robótico Yutu, os Estados Unidos idealizaram o “Apollo Lunar Landing Legacy Act”, introduzido no Congresso em 8 de julho de 2013.

O medo dos norte-americanos é que futuras missões de outros países — ou mesmo de empreendimentos comerciais — adulterem os locais históricos em que homens pela primeira vez caminharam sobre a Lua. “Será que a pegada de Neil Armstrong ainda está lá?”

neil_armstrong_pisada_lua_69

Foto da pegada de Neil Armstrong ao pisar pela primeira vez na Lua, às 23:56 do dia 20 de julho de 1969. “Este é um pequeno passo para o Homem; um salto gigantesco para a Humanidade” (crédito: NASA).

A proposta dos Estados Unidos colocaria os seis sítios, que abrigam pegadas, bandeiras e artefatos tecnológicos deixados pelos astronautas, sob jurisdição do Departamento de Interior dos EUA. Só que a ideia tem vários problemas!

Você sabia que há um Tratado do Espaço? Os Estados Unidos assinaram, com outros países, o chamado “Tratado do Espaço”, válido a partir de 1967, que diz que nenhum país pode ser o “dono” ou ter a posse de partes de corpos celestes. Já pensou? Que briga, hein? Esse asteroide é meu! Não, é meu! Esse pedaço da Lua é meu! Não, é meu! O universo é meu!“.

corrida espacial

Os defensores da nova legislação, o “Apollo Lunar Landing Legacy Act“, dizem que o Parque Nacional seria composto apenas pelos equipamentos deixados na Lua, e não pela Lua em si. Mas, vamos raciocionar: como proteger, por exemplo, uma pegada, sem se apropriar daquele pedacinho da superfície lunar onde ela está?

Outro probleminha: como os Estados Unidos irão patrulhar e vigiar esses parques lunares e protegê-los de invasores na Lua? Ora, já não têm muita coisa para se preocupar por aqui, não? E mais: se a China decidir que sua próxima sonda vai descer do ladinho da plataforma do módulo lunar deixada pela Apollo-11, quem estará lá para impedir? Buzz Lightyear??

buzz-lightyear-02

Uma solução possível seria fazer acordos com os outros países que tivessem capacidade técnica para visitar a Lua (Rússia e China), pois a via amigável é sempre a forma mais rápida de resolver conflitos. Hum! Pensando bem… Não sei, não… Ainda mais quando se trata dos Estados Unidos, que adoram uma “briguinha”, né?…

ts100_01_closeup_of_family_guy_super_hero_fight_cartoon_tv_show_t_shirt

Fonte: Folha de São Paulo

Anúncios
Esse post foi publicado em - exploração espacial, Astronomia e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s