A ‘lua de sangue’ e a doação de sangue

Fenômeno da lua de sangue é visto em Brasília. Este foi o primeiro eclipse lunar total deste ano

Eclipse lunar é visto em Brasília, parecendo uma bola de basquete sobre a estátua de JK (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters).

Só os corajosos que resistiram ao sono conseguiram assistir ao fenômeno da “lua de sangue”, que despontou no céu na madrugada de hoje, 15 de abril de 2014, no Brasil e em outros países do continente americano.

Mas não se assuste! Nenhum sangue foi derramado do satélite natural da Terra! Na verdade, durante o fenômeno conhecido como “lua de sangue”, nosso satélite é visto da Terra com uma cor avermelhada – mais ou menos parecida com a coloração que a luz solar adquire no crepúsculo.

Aqui no Brasil, esse fenômeno pôde ser visto desde as 3h da madrugada e durou cerca de duas horas. A “lua de sangue” foi vista de diferentes partes do país, principalmente nas regiões Norte e Centro-Oeste. Vamos conferir outras belas imagens noutros países?

Fenômeno da 'lua de sangue' é visto na Cidade do México

Eclipse lunar visto do Monumento da Independência na Cidade do México – Alfredo Estrella/AFP.

Fenômeno da 'lua de sangue' é visto em Austin, nos Estados Unidos

Fenômeno da ‘lua de sangue’ é visto em Austin, nos Estados Unidos.

'Lua de sangue' vista ao amanhecer em Xangai, na China

‘Lua de sangue’ vista ao amanhecer em Xangai, na China – Aly Song/Reuters.

A 'lua de sangue' vista em Melbourne, na Austrália

A ‘lua de sangue’ vista em Melbourne, na Austrália – Scott Barbour/Getty Images.

Por falar em “lua de sangue”, vamos chamar a atenção dos nossos leitores para algo muito importante: a doação de sangue!

A doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou hemocentro para um posterior uso em uma transfusão de sangue.

Na realidade, esse processo é muito mais que uma mera coleta de sangue; é um ato de solidariedade, que faz dos doadores verdadeiros heróis, responsáveis por salvar a vida de várias pessoas acometidas de doenças ou vítimas de acidentes graves e que necessitam de transfusão de sangue, com urgência, para sobreviver.

DOAÇÃO DE SANGUE foto.gif

Doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou hemocentro para um uso posterior em uma transfusão de sangue.

É quase impossível imaginar alguém que nunca precisou, ou que tem familiares ou amigos que nunca precisaram de transfusão de sangue.

E se não existissem os bancos de sangue? Já pensou? Você sabia que, apesar de todo o avanço na medicina, os cientistas ainda não conseguiram criar sangue artificial em laboratório?

2014-705558996-rs040714-107_hi-rez.jpg_20140410

Apesar dos avanços da medicina, os cientistas ainda não conseguiram criar sangue artificial em laboratório.

Então, mãos à obra! Digo, “veias à obra”! Mas, antes, é preciso saber de alguns detalhes importantes nesse processo. Vejamos quais são as condições para a doação de sangue:
(1) gozar de boa saúde;
(2) estar bem alimentado (não significa estar de barriga cheia, hein?);
(3) não estar fazendo uso de medicamentos;
(4) ter entre 16 a 67 anos de idade;
(5) pesar acima de 50 quilos;
(6) ter dormido bem na noite anterior à doação (pelo menos 6 horas de soninho);
(7) não ter praticado exercícios físicos nas 12 horas anteriores à doação;
(8) não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação (cervejinha? não!);
(9) não ter se submetido à endoscopia há 6 meses;
(10) não ter feito tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva há 12 meses;
(11) evitar fumar 2 horas antes da doação.

sangueCom relação à alimentação, no dia que antecede a doação, devemos ter uma dieta saudável e ingerir líquidos, como água e sucos. Se você for doar sangue pela manhã, não doe sangue em jejum. Você pode se alimentar com leite de soja ou desnatado, suco, frutas (menos abacate, açaí e jaca), café, chá, pão com geleia. Evite ingerir leite integral e seus derivados (manteiga, queijo, iogurte) ou alimentos gordurosos até três horas antes da doação.

Se for doar sangue à tarde, tome o café da manhã normalmente. Mas, só doe sangue 2 horas após o almoço, para ter uma boa digestão. O almoço deve ser leve, podendo conter carnes grelhadas, saladas, arroz e feijão. Evite ingerir alimentos gordurosos (frituras, ovos, massas, maionese, sorvete, chocolate etc.). Mas, se você não dispor de outro cardápio, aguarde 3 horas para fazer a doação.

Ah, quase esqueço: pode ingerir 2 copos de água antes da doação.

838311544

É preciso tomar alguns cuidados após a doação de sangue, que são os seguintes: (a) permanecer na área de doação por, pelo menos, 15 minutos; (b) ingerir bastante líquido e evitar bebidas alcoólicas nas 24 horas seguintes; (c) não fazer esforços físicos exagerados nem realizar trabalhos que exijam muita atenção nas 12 horas seguintes; (d) evitar dirigir veículos pesados ou coletivos; (e) não dirigir motocicletas, se for a primeira doação.

O homem pode doar sangue de 2 em 2 meses, no máximo 4 vezes ao ano. Já a mulher somente de 3 em 3 meses, com no máximo 3 doações anuais.

Doação-de-sangue-chargeMas, todo mundo pode doar sangue? Não! De acordo com a Fundação Hemocentro de Brasília, não podem doar sangue:
(a) portadores de doenças infectocontagiosas, tais como sífilis, AIDS, chagas, malária, hepatite B ou C;
(b) parceiros sexuais de pessoas infectadas pelo HIV (AIDS);
(c) pessoas com múltiplos(as) parceiros(as) sexuais, ou que mantiveram relação sexual sem o uso de preservativo nos últimos 12 meses;
(d) usuários de drogas injetáveis;
(e) mulheres grávidas, amamentado (nos primeiros 12 meses) ou que tiveram aborto nos últimos 3 meses;
(f) pessoas que estiveram em região endêmica para malária nos últimos 12 meses anteriores à doação.

Lembre-se: ao chegar ao hemocentro, você é um candidato à doação e passará por uma avaliação clínica, que determinará se está apto ou não para doar. Nessa hora, é preciso dizer a verdade, pois a sua palavra será importante para a sua segurança e a dos possíveis receptores. Portanto, não vale esconder aquela mentirinha, hein? Tem que ser super sincero mesmo!

sangue1

De acordo com a Fundação Hemocentro de Brasília, dentre os que não podem doar sangue, estão os portadores de doenças infectocontagiosas, tais como sífilis, AIDS, chagas, malária, hepatite B ou C.

– “Mas, e aí? Doar sangue é seguro?”
– “Claro que sim! Doar sangue não oferece riscos ao doador porque todo material usado na coleta do sangue é descartável.”

– “Doar sangue engrossa ou afina o sangue?”
– “Ao doar, o seu sangue não sofre qualquer alteração.”

– “Que quantidade de sangue é doado?”
– “Uma pessoa adulta tem em média 5 litros de sangue. Em cada doação o máximo de sangue retirado é de 450 ml.”

– “Qual é o tipo de sangue mais importante?”
– “Todos.  Não há tipo de sangue mais importante do que outros. Todos são importantes para salvar vidas.”

Banner-informativo-Doação-de-Sangue-1

E aí? Depois de ler e aprender sobre o processo da doação de sangue, será que você ainda precisa escalar prédios como o Homem Aranha ou voar como Super Homem para salvar vidas?

doação de sangue herois

Então! Não há tempo a perder! Escale os prédios ou vá “voando” ao hemocentro, pois, nessa história, os super heróis somos nós!

1-heroi

Heróis na luta contra o câncer infantil doam sangue em Piracicaba (Foto: Antonio Trivelin/acervo pessoal).

Até a próxima, astronautas heróis!

Fonte: Fundação Hemocentro de Brasília

Anúncios
Esse post foi publicado em - curiosidades, Astronomia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s