Cientistas anunciam a existência de novo planeta no sistema solar

caltech

Concepção artística de como seria o nono planeta (Foto: Reprodução/Youtube/Caltech)

Nesta quarta-feira (20), cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) anunciaram a descoberta de um novo planeta no sistema solar: o “Planeta Nove”, um gigante de gelo que está para além de Plutão.

O anúncio foi feito em artigo publicado na revista “The Astronomical Journal” pelo conceituado astrônomo Michael Brown, do Caltech. Para quem não sabe, Brown é o mesmo que descobriu o planeta-anão Sedna, fato que culminou no rebaixamento de Plutão (p.s.: ainda não sabe que Plutão deixou de ser planeta? Leia Plutão: o anão rejeitado).

planetas670

Por decisão da União Astronômica Internacional, em 24 de agosto de 2006, Plutão deixou de ser considerado um Planeta e foi rebaixado à categoria de “planeta-anão”.

Pois é! Lá na periferia, bem nos confins do nosso Sistema Solar, na mesma zona habitada pelo planeta-anão Plutão, tudo indica que há um planeta com tamanho próximo de Netuno, a uma distância até 200 vezes maior que aquela entre a Terra e o Sol.

Esse planeta misterioso seria o quinto maior do sistema solar, depois de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, já que tem entre cinco e dez vezes mais massa que a Terra e um diâmetro que pode quadruplicar o do nosso planeta.

sistema_solar

Diagrama mostra ordem dos oito planetas no Sistema Solar (Foto: Nasa)

É verdade que esta não é a primeira vez que um astrônomo propõe a existência de um “Planeta X”, mas desta vez a alegação parte de cientistas prestigiados, como Michael Brown e Konstantin Batygin, do Caltech.

É mais ou menos como se alguns universitários do curso de medicina tivessem anunciado a descoberta da cura para a dengue. Com o devido respeito aos estudantes, mas a notícia teria um impacto maior no Brasil se fosse dada por um médico famoso como Drauzio Varella.

Segundo Brown e Batygin, a presença de um astro do porte do Planeta Nove, com 10 vezes a massa da Terra, é a única maneira sensível de explicar o alinhamento de objetos observados no cinturão de Kuiper, a zona de planetas anões e pedregulhos gigantes que orbitam o Sol além de Netuno.

nine-planets-order_a6d2af2ea4750736

O “Planeta Nove” seria um gigante de gelo que está para além de Plutão, nos confins do nosso sistema solar, orbitando o mesmo sol.

Brown já começou a usar o telescópio japonês Subaru, em Mauna Kea, no Havaí – um dos maiores do mundo – para tentar procurar o novo astro na zona orbital onde acredita que ele esteja. Sua órbita completa ao redor do Sol duraria cerca de 15 mil anos.

Por enquanto, esse é o único grande observatório engajado na busca. Astrônomos que comentaram o novo trabalho para revistas internacionais como “Science” e “Nature”, porém, afirmam que as contas apresentadas no artigo são convincentes, e devem desencadear uma busca pelo novo planeta.

Assista ao vídeo:

Fonte: G1 e History

Anúncios
Esse post foi publicado em - curiosidades, Astronomia e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s