Arquivo da tag: poesia

Via Láctea, por Olavo Bilac

Para quem acha que astronomia é pura física, desprovida de emoção, eis uma prova de que a poesia também está no zênite. Reproduzimos um trecho do poema “Via Láctea”, de Olavo Bilac: XIII “Ora (direis) ouvir estrelas! Certo Perdeste o senso!” E … Continuar lendo

Publicado em - outros, Literatura | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Ouvir Estrelas (Olavo Bilac)

Ouvir Estrelas Ora ( direis ) ouvir estrelas! Certo, perdeste o senso! E eu vos direi, no entanto Que, para ouví-las, muitas vezes desperto E abro as janelas, pálido de espanto E conversamos toda a noite, enquanto a Via-Láctea, como … Continuar lendo

Publicado em - outros, Literatura | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Pensamentos astronômicos

“Não importa a distância que nos separa, há um céu que nos une” (Carlos Drumond Andrade)

Publicado em - outros, Literatura | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Milhões de possibilidades

Uma árvore, um céu e milhões de estrelas. Assim é você, a sua vida e as milhões de possibilidades que nela surgem.

Publicado em - Rômulo Bourbon, Literatura | Marcado com , , , | Deixe um comentário

“De Noite, A Lua”, por Walter Pessoa

De Noite, A Lua. “De Noite, a lua. Acalma e encanta, Balança a alma, refaz, acalanta, Sacode a poeira dos sonhos parados Desfaz a tristeza dos muitos frustrados De Noite, a Lua. Faceira aparece, Mostrando a face, diante da prece, … Continuar lendo

Publicado em - outros, Literatura | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Lua Adversa (Cecília Meireles)

LUA ADVERSA (Cecília Meireles) “Tenho fases, como a lua Fases de andar escondida, fases de vir para a rua… Perdição da minha vida! Perdição da vida minha! Tenho fases de ser tua, tenho outras de ser sozinha. Fases que vão … Continuar lendo

Publicado em - outros, Literatura | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Olha pro céu

Olha pro céu Abre a janela e vê o sol Que irradia tua manhã no silêncio de estar só No amanhecer do dia teu Olha pro céu Abre os olhos e vê a lua À noite ela clareia o chão … Continuar lendo

Publicado em - Rômulo Bourbon, Literatura | Marcado com , , , , | Deixe um comentário